De acordo com informações policiais, a filha da vítima relatou que a sua genitora estava sendo agredida, ameaçada e mantida em cárcere privado há dez dias.

Indivíduo é preso após manter mulher em cárcere privado por 10 dias
O fato ocorreu em Porto Murtinho. / Foto: Divulgação PCMS

Na tarde desta quinta-feira (12), a seção de Investigações Gerais da Delegacia de Polícia Civil de Porto Murtinho foi acionada para atender uma ocorrência de violência doméstica e cárcere privado.

De acordo com informações policiais, a filha da vítima relatou que a sua genitora estava sendo agredida, ameaçada e mantida em cárcere privado há dez dias.

O autor do delito, de 29 anos, possuía mandado de prisão em aberto por descumprir medidas protetivas de urgência requeridas pela vítima.

Diante da informação, a equipe da SIG, com apoio da Polícia Militar, compareceu à residência da vítima, onde localizou e efetuou a prisão do suspeito. 

Além do cumprimento do mandado de prisão preventiva, ele foi autuado em flagrante pelos delitos de cárcere privado, na forma qualificada, bem como por lesão corporal e descumprimento de medida protetiva de urgência.

O investigado foi conduzido à Delegacia de Polícia de Porto Murtinho e será encaminhado à custódia da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário).