Maracaju: Polícias Civil e Militar identificam autores que esfaquearam indígena e cortaram sua língua para roubar, a vítima faleceu
Faca utilizada no crime. / Foto: Polícia Civil

O SIG (Setor de Investigações Gerais) da Delegacia de Polícia de Maracaju com apoio da Polícia Militar identificou os autores que no dia 24/12/2016, por volta das 02h, na aldeia Sucuruiy, agrediram a vítima Ilson Turíbio (36) com golpes de faca no intuito de subtrair o dinheiro e sua bicicleta, o qual faleceu no dia 26/12/2016 na Santa Casa de Campo Grande em razão dos ferimentos.

Segundo as investigações, o indígena Elias da Silva Oliveira (21) estava na companhia de dois adolescentes quando encontraram a vítima na aldeia o qual estava de posse de uma garrafa de pinga e passaram ingerir a bebida alcoólica, momento em que os autores notaram que a vítima estava com cerca de R$ 200,00 em dinheiro e passaram a planejar o roubo.

No momento em que a vítima disse que iria até a cidade comprar mais bebida alcoólica, os autores ficaram aguardando a vítima numa estrada vicinal onde a abordaram e exigiram o dinheiro e a bicicleta, porém devido a recusa da vítima o adolescente de 15 anos desferiu um golpe de faca na vítima que chegou a quebrar a ponta devido a força utilizada e os demais autores passaram a chutar fazendo com que caísse no chão, instante em que roubaram o dinheiro.

Consta ainda que para que a vítima não delatasse os autores do roubo, o adolescente de 15 anos cortou a língua da vítima.

A vítima foi socorrida e encaminhada ao Hospital da Santa Casa em Campo Grande porém não resistiu aos ferimentos e faleceu dois dias depois.

Os autores Elias da Silva Oliveira foi indiciado pelo crime de latrocínio e os dois adolescentes um de 13 anos e outro de 15 anos irão responder por ato infracional análogo ao mesmo crime.

Reveja matérias anteriores sobre o caso:

Maracaju: Bombeiros atendem ocorrência onde indígena possivelmente teria sua língua arrancada na faca e seu estado de saúde é grave

Maracaju: Bombeiros atendem ocorrência neste momento onde indígena possivelmente teve sua língua arrancada na faca

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter